Perfil no Facebook Perfil no Instagram Perfil no Twitter Perfil no Youtube

publicado dia 24 de novembro de 2022

Começou a Copa! Conheça 5 sugestões para aprender e refletir sobre o futebol em 2022

por

Para além da animação, dos lances (e das polêmicas) por conta da Copa do Mundo realizada em 2022 no Catar, o futebol carrega também potencial educativo e de reflexão sobre a sociedade. Na Literatura, por exemplo, esporte foi fonte para poetas como Carlos Drummond de Andrade, cronistas como Nelson Rodrigues e também para o jornalista Mário Filho, que discutiu a dimensão racial do futebol no Brasil no livro O Negro no Futebol Brasileiro. 

Leia + Futebol e literatura: 6 obras sobre o potencial educativo do esporte

As sugestões apresentadas a seguir buscam ampliar o repertório sobre o esporte e sua importância na América Latina, refletir sobre o respeito à diversidade dentro e fora de campo e às transformações enfrentadas pelo esporte no Brasil. Confira: 

Futebol ao Sol e à Sombra – Eduardo Galeano

Perdas e conquistas do universo do futebol através do fascinante olhar do escritor uruguaio Eduardo Galeano são o ponto de partida de ‘Futebol ao Sol e à Sombra’. Na obra lançada em 1995, Galeano investiga as profundezas da história passadas dentro e fora das quatro linhas, relatando  fatos marcantes das últimas décadas do futebol latino-americano. 

 

 

Quando é dia de futebol – Carlos Drummond de Andrade 

Crônicas e poemas escritos a partir da observação de Drummond sobre campeonatos, Copas do Mundo, rivalidades históricas e fabulosas atuações de Pelé e Garrincha fazem parte da série de textos de Quando é Dia de Futebol. Na publicação, o autor mineiro reflete as minúcias da modalidade que se popularizou no país e suas metáforas que explicam a realidade brasileira. 

 

Bicha! Homofobia no Futebol – João Abel 

Neste livro, o autor analisa o cenário da exclusão em um dos mais presentes elementos da identidade cultural brasileira por questões relativas à orientação sexual e gênero. Em contraponto à dura realidade, João Abel também revela o esforço de muita gente que trabalha para transformar este paradigma, seja dentro de campo, na arquibancada ou no futebol amador.

 

 

A Bola e o Goleiro – Jorge Amado 

Nesta narrativa infantil,  Jorge Amado conta como dois personagens centrais do podem se apaixonar. No caso, a bola e o  gol, chamados pelo autor de Bilô-Bilô e Fura-Redes. Juntos,  passam a viver um dilema: terá a ousadia de impedir o milésimo gol do Rei do Futebol para aninhar-se nos braços do amado?  Para ilustrar essa historinha bem-humorada e romântica, a edição traz desenhos do artista gráfico Kiko Farkas.

Filme Adeus, Geral –  Gustavo Altman e Martina Alzugaray 

Com participações dos jornalistas Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira, técnico Tite, o ex-jogador Alex e membros de torcidas organizadas de São Paulo, o documentário analisa a elitização do futebol brasileiro, que nos últimos anos contribui diretamente para a exclusão dos tradicionais “geraldinos” que ocupavam o setor mais popular dos estádios brasileiros. Produzido por 5 alunos do Ensino Médio, expõe a realidade das arquibancadas em meio a um processo de gentrificação e segregação do esporte mais popular do país.

O que o esporte ensina? Reflexões sobre educação e política

As plataformas da Cidade Escola Aprendiz utilizam cookies e tecnologias semelhantes, como explicado em nossa Política de Privacidade, para recomendar conteúdo e publicidade.
Ao navegar por nosso conteúdo, o usuário aceita tais condições.