Perfil no Facebook Perfil no Instagram Perfil no Twitter Perfil no Youtube

publicado dia 31 de agosto de 2021

E-book gratuito sobre ensino antirracista na educação básica

por

Produzido por um projeto de extensão da Universidade Federal de Viçosa (UFV), e organizado pelo doutor em História e professor de História da África pela mesma universidade, Thiago Henrique Mota, está disponível para download gratuito o e-book “Ensino antirracista na educação básica: da formação de professores às práticas escolares”. O objetivo do livro é auxiliar na descontrução do racismo estrutural, na adoção de práticas antirracistas e, também, suprir uma carência pedagógica que existe na formação dos professores.

Livros traz reflexões para a implementação de uma educação voltada às relações étnico-raciais na formação de professores antirracistas
E-book gratuito traz reflexões sobre a importância do ensino antirracista na educação básica

Apesar de a lei 10.639/2003 e posteriormente a lei 11.645/2008 tornarem obrigatório o tema da história e cultura afro-brasileira no currículo da Educação Básica, a abordagem  tem ficado restrita apenas às aulas de História. Foi com esse olhar que Thiago pensou na organização do material, quando destacou na introdução da obra a importância de tornar o currículo mais inclusivo.

“É preciso garantir o conhecimento público sobre cientistas e artistas negros, filosofias africanas e afro-diaspóricas, línguas africanas e contribuições africanas ao português brasileiro, geografia deste continente e da diáspora, técnicas, astronomia (…). As possibilidades de expansão e descolonização do currículo para torná-lo mais inclusivo são infinitas e pautam-se na construção de relações sadias entre sujeitos, conhecimentos e pertencimento étnico-racial”.

Construção do material

O livro é resultado de um projeto de extensão desenvolvido pela UFV em 2019, em que o foco era a contribuição para a formação de professores da Educação Básica com olhar atento às questões antirracistas. No total, o livro traz 11 artigos de pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento, a maioria das Ciências Humanas.

Thiago afirmou que o principal desafio para uma educação antirracista é justamente a formação do docente. Em razão disso, acredita que é preciso focar na formação para ‘atacar’ o que ele chama de ‘silenciamento’, presente muitas vezes nas escola. Também  pode surgir daí espaço para a construção de um debate.